Agenda

22/07/2017

22/07 – Usina da Música com Sandra Belê, Socorro Lira e André Morais

André Morais é um artista múltiplo. Sua obra passeia com naturalidade pelo teatro, pelo cinema, pela poesia e pela música. Ator, cantor, poeta, diretor, muitas são as denominações, mas, todos esses caminhos se unem pela ‘busca do instante poético que vibra’, como verseja Adélia Prado.

Nascido na cidade de João Pessoa, Paraíba, é autor de canções em parceria com nobres nomes da música brasileira como Carlos Lyra, Chico César, Ná Ozzetti, Sueli Costa, Ceumar, entre outros. Já cantou com Elza Soares, Mônica Salmaso, Naná Vasconcelos, Tetê Espíndola e ainda outros.  Lançou os álbuns Dilacerado (2015) e Bruta Flor (2011).

Sandra Belê – “Nasci em Zabelê, uma cidade do interior da Paraíba. Lá vivi minha infância, minha adolescência e começo da minha fase adulta. Tudo que Zabelê me deu eu guardei na imaginação. As cantigas do Reisado, a voz do aboiador, o som do carro de boi, os banhos de açude, o som da sanfona do meu pai, e o entrelaçar de linhas da minha mãe. Coisas que eu via com tanta naturalidade e que hoje as percebo como especificidades só de lá. Ainda não me afastei muito do meu canto. Vez por outra estou lá. E nessas idas e vindas, meu olfato fica cada vez mais apurado pro cheiro que sempre senti e não percebia. Minha visão fica mais aguçada pras belezas que sempre estiveram presentes e eu não percebia. Hoje carrego minha cidade, não só no meu nome, mas nas minhas palavras, na minha lembrança e nas cantigas que canto pelo mundo afora”.

Depois de três acústicos, cantora paraibana Sandra Belê experimenta uma aproximação com a música eletrônica em seu novo trabalho.
A voz firme e rascante de Sandra Belê vai ganhar a companhia de samplers, bits e efeitos em seu próximo trabalho. Depois de três discos acústicos, a cantora paraibana experimenta uma aproximação com a música eletrônica em seu novo trabalho, um EP gravado no estúdio Mutuca, em João Pessoa.

Socorro Lira, nasceu na zona rural de Brejo do Cruz, sertão da Paraíba, Nordeste do  Brasil, no ano de 1974. É filha da artesã Benedita Pereira e do comerciante José Cassimiro Neto, conhecido por Zé Lira.

É poeta, compositora, intérprete, instrumentista e produtora cultural.

Graduada em Psicologia pela Universidade Estadual da Paraíba, formou-se em Psicologia Social.
Aos dezesseis anos, inicia-se ao violão como autodidata, vindo a estudar técnica violonística e introdução ao violão clássico no Departamento de Artes da Universidade Federal da Paraíba, em Campina Grande, com o Prof. Edilson Eulálio.

Criou o Projeto Memória Musical da Paraíba. Sob essa inspiração, trabalha com artistas e grupos de cultura popular naquele Estado, tendo registrado manifestações populares e publicado quatro CDs da série e um documentário.

Em quinze anos de carreira in-dependente lançou dez CDs, sendo sete autorais, um EP e um DVD.
Publicou os livros de poesia Aquarelar (edição da autora, 2007) e A Pena Secreta da Asa (Uka Editorial, 2015).

Em 2010 lançou o CD Cores do Atlântico na Espanha (Liraprocult/Pai Musica, 2010), no formato livro-disco, cuja edição brasileira se deu em 2016 pela Latus Editora.

Em 2016, participa da coleção Brinco e Canto, da Editora Melhoramentos,
interpretando o CD Danças Brasileiras, no quarto volume da coleção.

O show dos três artista acontece na sala Vladimir Carvalho.