Agenda

24/10/2017

24/10 – Palco Aberto com Dennis Bulhões e Oxent Groove

Dennis Luiz Bichara Bulhões, começou sua educação musical aos 7 anos de idade. Enquanto seus pais ouviam canções em casa, o garoto acompanhava as melodias “batucando” nos objetos que tinha por perto.

Por volta de 1996, começou a estudar flauta doce em um curso de extensão da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com a professora Luceni Caetano, aprendendo assim os princípios da teoria musical.

Depois de um ano, passou a ter contato com a percussão através dos professores Odair Salgueiro e Francisco Xavier, também na UFPB. Ao mesmo tempo, tocava em casa um tarol, dado por um vizinho, e o trompete, na banda da Escola Cenecista João Régis Amorim.

Em 2009, concluiu o bacharelado em Música da UFPB onde se especializou em Percussão, orientado pelo professor Francisco Xavier.

O músico também teve aulas particulares e participou de vários workshops com os bateristas Glauco Andreza, Carlos Balla, Márcio Bahia, Kiko Freitas, Edu Ribeiro, Dave Weckl, Steve Smith, Peter Erskine, Ari Hoenig, Ian Froman, Donald Edwards, Dennis Mackrel, Dafnis Prieto, Antonio Sanchez, Greg Hutchinson, Jeff Hamilton e Jeff “Tain” Watts.

Já atuou como baterista e percussionista com diversos grupos e artistas tanto no Brasil, como no exterior, a exemplo de Sivuca, Maria Creuza, Marinês, Lucy Alves, Ney Conceição, Toninho Ferragute, Cezzinha, Radegundis Tavares, Antonio China, Clã Brasil, Glória Gadelha, Eli-Eri Moura, Luizinho Calíxto, Zé Calíxto, Zé Filho, Jubileu Filho, Radegundis Feitosa, Grupo Brassil, Paraíba Symphony Orchestra, Carl Winter (Dinamarca), Jimmi Roger Penderson, (Dinamarca), Li Gaoyang (China), Toll Bi (Senegal) e Patrice Gomis (França).

Participou da gravação de vários CDs como, Marinês canta Paraíba (2006), Zé Manuel (2007), Brassil Interpreta Compositores da Paraíba (2008). Também trabalhou como músico nos DVDs Sivuca: O Poeta do Som (2009), Enluarada (2012) de Lucy Alves e no do guitarrista Zé Filho (2016).

No ano de 2007, Dennis Bulhões participou como solista do Festival Odery & Modern Drummer, onde ganhou a etapa das cidades de João Pessoa, Recife e Natal, passando para a disputa nacional como semifinalista na cidade de Campinas, em São Paulo. Em 2010, foi vencedor do concurso nacional de bateria Batuka Drum Fest, realizado na capital paulista.

Fonte: http://www.paraibacriativa.com.br/artista/dennis-bulhoes/

A Oxent Groove é uma banda reconhecida pelo seu som tipicamente nordestino, com pegada de guitarra pesada, fazendo releituras inovadoras de músicas de raiz, que são consideradas clássicas.

O grupo atribui arranjos diferentes nas músicas, incrementando outros instrumentos e oferecendo uma excelente fusão de estilos e gêneros musicais. O repertório é formado basicamente pelo “forró tradicional”, unido a uma linguagem mais moderna, sendo assim um prato cheio para os amantes da música.

O ouvinte é levado para uma atmosfera, no qual se tem várias referências de grandes artistas nordestinos, como: Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Sivuca, entre outros. O diferencial é o blues, chorinho e até mesmo a música clássica.

A Oxent Groove, surgiu com a proposta de realizar um trabalho inovador: músicas apresentadas com uma nova roupagem, arranjos criados pelo grupo como se fizesse uma releitura da obra de arte, o que aconteceu em seu primeiro CD “Fusão Nordestina”, gravado ao vivo no Campina Jazz Festival em 2005.

A banda formada há dez anos, já participou de vários eventos e festivais, a exemplo, do Abreu e Lima Instrumental e Campina Jazz Festival, chegando a dividir o palco com Wagner Tiso e Vitor Bibleone.

Em 2010, o Oxent Groove conquistou o segundo lugar no Templin Recife Jazz Festival e no VI Festival de BNB de Música Instrumental.

Em 2014, o grupo gravou o DVD Oxent Groove “Os 4 Cabras”, um projeto que tem a direção de Anderson Ferreira Gomes, com orientação de Carlos Alan Peres, e tem como apoio a Universidade Federal de Campina Grande e a Unidade Acadêmica de Arte e Mídia (UAAMI).

No final de 2015, participaram do Festival Sabadinho Bom, tocando músicas de seus CD ao vivo “Os 4 Cabras”, mix de todo o DNA de forró raiz de seus componentes.

A banda paraibana Oxent Groove se destaca pelo modo em que cria um ambiente aconchegante tipicamente nordestino, mas não deixando de lado a jovialidade. Não importa muito qual o seu groove ou em que frequência de som se vive, porque todo bom nordestino expressa “oxente” em qualquer ritmo.

Fontes: