Agenda

23/03/2017

Exposição ‘Fragmentos – 1972 / 2000’

 

Exposição ‘Fragmentos – 1972 / 2000’

Roberto Coura

 

Nesta quinta-feira, 23 de março, a Usina Cultural Energisa abre as portas para a primeira exposição do Edital de Ocupação de Artes Visuais 2017/2018, com uma mostra que traz a obra do renomado fotógrafo e artista visual paraibano, Roberto Coura. O vernissage começa às 20h, na Galeria de Arte da Usina Cultural Energisa, em João Pessoa. O Edital de Ocupação da Galeria 2017/2018 é realizado e patrocinado pela Energisa Paraíba, por meio da Lei Rouanet (Ministério da Cultura).

 

Diferente dos demais artistas participantes do edital, Coura, assim como Flávio Tavares, foram convidados a expor seus trabalhos na Galeria da Usina, em reconhecimento a trajetória artísticas de ambos.

 

A Exposição ‘Fragmentos – 1972 / 2000’, de Roberto Coura, traz trabalhos produzidos ao longo de 28 anos de carreira (entre 1972 e 2000). Ao todo, são 70 fotografias em preto e branco.

 

Coura iniciou no mundo da fotografia ainda na juventude, por volta dos 20 anos de idade.         Já desse período, surgem grandes ensaios fotográficos, hoje reconhecidos como seminais para a compreensão da recente história da fotografia paraibana a exemplo das fotos ‘O Bairro da Cachoeira’ (1977), ‘A Feira de Campina Grande’ (1978), ‘Os Carnavais de Rua’ (1979-1980) e ‘As Festas Populares de Rua’ (1980-1981).

 

Natural de Campina Grande, Coura apostou, ainda no início da carreira, no estudo da técnica fotográfica, já vislumbrava uma produção madura, notada na opção pelo registro documental e apaixonado acerca da cultura popular e da geografia humana de sua cidade natal. Eram “relatos imagéticos, remetendo à fotografia socioantropológica”, afirma o artista.

 

Nesta mostra, os visitantes poderão desfrutar de uma ‘aposta no futuro’ – feita pessoalmente pelo artista – que deu certo. Ao longo de sua atuação, Coura sempre manteve um viés extremamente criterioso na técnica da fotografia de produto, ao portrait, da publicidade à moda, sem largar um só instante a pesquisa, o ensino e o olhar para o novo, que surgia com o mundo digital. “Concluímos que sua produção não justifica a expressão ‘investir no escuro’. De fato, Coura acertou no que fez e que continua fazendo. Esses Fragmentos são a mais pura e bela homenagem que ele faz à fotografia, à arte e à sua aldeia: um deleite para nossos sentidos”, conta Dyógenes Chaves, curador da Galeria de Arte da Usina.

 

Ao todo, com o Edital 2017-2018, foram selecionados 19 artistas, todos paraibanos. São eles: Everton David, Flauberto, Leandro Pereira da Costa, Mirabeau Menezes, Addisseny, Alessandra Soares, Antonio Filho, Ariel Coletivo Literário, Erik Kleiver,, Artur Maia, Geóstenys Melo, João Vianey, Karla Noronha, Luciana Urtiga, Meiacor (Américo Gomes de Almeida Filho), Paulo Rossi, Ton Limongi, Versales (Luiz Ricardo Sales) e Vinagre. Os selecionados ocuparão a programação de arte visual da Usina com exposições, distribuídas durante o período oferecido pelo edital. A exposição individual do artista Roberto Coura inicia os projetos de artes visuais da Usina Cultural Energisa em 2017.

 

A programação de arte visual da Usina é aberta ao público e tem intuito de incentivar e expandir a cultura e a arte local aos Paraibanos.

 

Serviço:

 

Exposição ‘Fragmentos – 1972 / 2000’, de Roberto Coura

 

Data: Abertura nesta quinta-feira, 23 de março, às 20h (vernissage)

Exposição aberta ao público de 23 de março a 22 de abril, de terça a domingo, das 14h às 20h.

Local: Usina Cultural Energisa

Rua João Bernardo de Albuquerque, 243 – Tambiá – João Pessoa-PB

Entrada Gratuita